Opinião

O Bloco consegue, nos Açores, e pela terceira eleição de âmbito nacional consecutiva, ser a terceira força política, desta vez obtendo o melhor resultado eleitoral de sempre em termos percentuais.

Eu não esqueço que António Costa (e não só), quando vem aos Açores, enche a boca com proclamações de amor à Autonomia mas, na prática e no que diz respeito à vida concreta das pessoas, não só a menoriza, como a negligencia.

Adere ao Bloco

Destaque

O PS rejeitou uma proposta do BE para a criação de uma comissão parlamentar para acompanhar o processo de revisão do subsídio social de mobilidade, tendo optado por aprovar uma proposta semelhante, mas que exclui o acesso a informação relevante e exclui o prazo para apresentação de um relatório final.

Os Açores são a região do país em que as desigualdades sociais são mais acentuadas. Uma situação que é fomentada pelas políticas do Governo Regional do PS, que “fazem crescer o PIB, mas também fazem crescer as taxas de pobreza e a desigualdade na distribuição de rendimentos”. Num debate de urgência realizado hoje no parlamento dos Açores por iniciativa do Bloco de Esquerda, Paulo Mendes, conclui que o proveito deste aumento de riqueza “é só para alguns”.

Notícias

O Bloco de Esquerda propôs a realização de uma reunião entre o parlamento dos Açores e o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, para que fossem conhecidas as propostas do Governo da República no âmbito do Grupo de Trabalho para a revisão do Subsídio Social de Mobilidade. A proposta foi hoje rejeitada, em reunião da Comissão de Economia do parlamento dos Açores, pelos deputados do PS, tendo recebido os votos favoráveis dos restantes partidos.

O Bloco de Esquerda obteve o melhor resultado de sempre nos Açores e volta a ser a terceira força política mais votada no arquipélago. António Lima, coordenador do partido e primeiro candidato nestas eleições, disse estar “orgulhoso” pelos resultados.

“O programa eleitoral do PS, em 2015, não tinha qualquer referência ao valor, nem ao calendário para o aumento do salário mínimo”, recorda António Lima, que salienta que foi “a imposição do BE em negociação com o PS que permitiu que nos Açores o salário mínimo seja hoje de 630 euros”.

A alteração ao subsídio social de mobilidade proposta por António Costa “fere um dos pilares do relacionamento entre a República e as regiões autónomas”, que é a garantia de que a mobilidade dentro do território nacional “é uma responsabilidade do estado central”, afirmou ontem o líder parlamentar do BE na Assembleia da República, Pedro Filipe Soares, numa sessão pública realizada na Terceira.

Dossiers

Assina