Opinião

As propostas apresentadas por Vasco Cordeiro no congresso do PS pretendem claramente reforçar o poder do presidente do governo regional e desvalorizar o parlamento.

Exactamente na altura em que mais olhos se concentram nas potenciais riquezas do nosso mar, é exactamente a altura em que os Açores (apesar de toda a propaganda vigente) estão mais desprotegidos de pessoas e de instrumentos, capazes de fazer valer os nossos interesses.

Adere ao Bloco

Destaque

O Bloco de Esquerda exige que o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia seja ouvido no parlamento para prestar todos os esclarecimentos sobre o anúncio feito hoje relativamente à abertura de um concurso internacional relacionado com o projeto de construção de um porto espacial destinado ao lançamento de satélites na ilha de Santa Maria.

O parlamento dos Açores aprovou hoje por unanimidade uma resolução que aponta a solução para impedir novos despejos no bairro de Santa Rita e garantir o direito à habitação dos moradores. O assunto foi levado ao parlamento pelo Bloco de Esquerda, que aceitou substituir a sua proposta inicial por uma resolução mais abrangente, que passou a ser subscrita por todos os partidos.

Notícias

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considera que “o Estado é cúmplice e não pode lavar mãos” perante a situação de injustiça que os moradores do Bairro de Santa Rita estão a viver. Catarina Martins esteve hoje com os moradores e manifestou solidariedade e apoio.

O Bloco de Esquerda quer saber quais as consequências para a Cofaco e para a Corretora, no seguimento dos problemas ambientais provocados por irregularidades detetadas recentemente pelas autoridades nas fábricas de atum de Rabo de Peixe e Vila Franca do Campo.

O Bloco de Esquerda quer saber se as autarquias dos Açores já estão a cumprir a obrigação de identificar eletronicamente, esterilizar, vacinar e desparasitar todos os animais errantes recolhidos, e quer conhecer os programas de esterilização elaborados pelos 19 municípios do arquipélago, obrigações que decorrem da legislação aprovada em 2016 no parlamento dos Açores, e que, de acordo com os relatórios de controlo da Direção Regional da Agricultura de 2017, nenhum município cumpria integralmente.

O BE/Terceira teve conhecimento da falta de cumprimento da lei que define os critérios para atribuição da designação de Centro de Recolha Oficial de animais errantes, no canil de Angra do Heroísmo.

Dossiers

Assina