Share |

Porto Judeu: vila desde 2016

Porto Judeu, na ilha Terceira, comemorou, e bem, o seu dia. Há 3 anos que comemora como vila e não como freguesia.
Infelizmente, no mesmo dia em que Porto Judeu estava em festa, faleceu António Hespanha, grande historiador e investigador, com um grande percurso académico e profissional. Ficamos mais pobres devido à sua ausência, mas muito mais ricos com todo o conhecimento que nos deixa.
Certamente que se questionam acerca da razão que me leva a referir um falecimento, quando iniciei com uma comemoração. Simples: António Espanha foi uma das pessoas decisivas para a elevação de Porto Judeu a vila, emitindo um parecer muito claro quanto à existência de Porto Judeu enquanto concelho.
Recuando a um passado recente, poucas palavras resumem muito trabalho, empenho e determinação do Sr. Olivério Rocha (que deu inicio a uma petição subscrita pelos representantes das coletividades da freguesia) e do Bloco de Esquerda.
Em 2015, perante as dúvidas acerca da factualidade de o Porto Judeu ter sido alguma vez sede de concelho, PS, PSD, CDS, PCP e PPM abandonaram a iniciativa legislativa que propunha a elevação de Porto Judeu a vila.
O BE, no entanto, perante as dúvidas, não virou as costas, nem baixou os braços. Pelo contrário, manteve a vontade política para que a freguesia fosse elevada a vila, levando ao parlamento dos Açores, mais uma iniciativa legislativa com o mesmo objetivo.
É, em maio de 2016 que, por proposta do Bloco de Esquerda, a freguesia do Porto Judeu seria elevada a vila.
O BE cumpriu aquilo a que se tinha proposto: um importante reconhecimento à freguesia e à sua população que agora festeja o seu dia como vila.
Mais uma vez, o BE deu o passo necessário ao contrário do PS - partido que suporta a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e a Junta de Freguesia da vila do Porto Judeu!
Viva a Vila do Porto Judeu!