Angra do Heroísmo

Dezembro 4, 2014 05:04 PM

O Bloco de Esquerda assinalou hoje, de forma simbólica, a entrega do prémio “Árvore sem voz” à autarquia de Angra do Heroísmo, que continua a deixar a cidade praticamente sem espaços verdes e sem árvores, mesmo naquelas que já foram as artérias com maior arvoredo da cidade. O coordenador do BE, Paulo Mendes, reitera a necessidade da elaboração de um plano de arborização para a cidade, que deverá assinalar as zonas da cidade a arborizar, as espécies mais adequadas e as técnicas a serem utilizadas para contenção de raízes.

Setembro 25, 2014 03:08 PM

“A autarquia de Angra do Heroísmo não está a cumprir a lei, nem as suas próprias promessas eleitorais no que diz respeito ao bem-estar animal”, a denúcia foi feita esta manhã pelo Bloco de Esquerda.

Agosto 27, 2013 04:49 PM

 

O Candidato do BE à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo o centro histórico da cidade deverá privilegiar os peões, os transportes públicos, as bicicletas e dever-se-á estipular horários de cargas de descargas de mercadorias para servir os comerciantes.

Julho 19, 2013 03:43 PM

O Candidato do BE à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo criticou hoje o actual executivo autárquico por ter deixado a cidade sem árvores, que, diz Paulo Mendes, “não são meros acessórios estéticos”, mas também os depuradores naturais para contrariar a poluição.

Junho 20, 2013 12:15 PM

Paulo Mendes, apresentado como candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, aponta a gestão de resíduos como um dos grandes desafios da gestão do concelho e defende a realização de um referendo regional, ou local, sobre o projecto de instalação de duas incineradoras nos Açores – da responsabilidade do candidato do PS à autarquia de Angra, enquanto titular da Secretaria Regional do Ambiente – que custará, no mínimo, 26 milhões de euros, e que transformará a Terceira na fábrica de incineração de lixo dos grupos central e ocidental dos Açores.

Abril 17, 2013 06:04 PM

O Bloco de Esquerda lança o alerta para as consequências que a construção de um cais e terminal para cruzeiros na baía de Angra do Heroísmo poderá trazer para a classificação de Património Mundial atribuída pela UNESCO: “os impactes ambientais, económico e paisagístico, ou não existem ou estão no segredo dos deuses, sendo duvidoso que ao invés de um bem para a cidade, não se torne um atentado paisagístico que possibilita a retirada do galardão da UNESCO, num processo semelhante ao que se encontra a decorrer no vale do Douro devido à construção de uma barragem da EDP”, disse a deputada do Bloco de Esquerda no parlamento dos Açores.

Abril 30, 2012 09:58 PM

A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo continua a ignorar a sensibilidade dos seus munícipes e a servir-se da mobilidade como justificação para continuar o abate sistemático de árvores, descaraterizando, dessa forma, a própria cidade património mundial.

Bloco lateral para utilizar