Author Bios

Intervenções:

Opinião:

  • O grito “black lives matter” que se ouve nas ruas dos EUA, é um grito de luta contra o racismo. A sua luta é internacional e merece toda a nossa solidariedade. Mas essa luta tem adversários poderosíssimos.

  • Dois desafios para a Autonomia: reforçar a democracia, permitindo uma ampla e livre participação e alterar o atual modelo económico dos Açores que perpetua as desigualdades sociais.

  • O Bloco de Esquerda não aceita que não sejam exigidas contrapartidas sociais a quem recebe dinheiro público.

  • O triste facto de o Governo Regional ter o desplante de assumir de forma pública que não cumpre a lei, mostra o mal que faz a eternização das maiorias absolutas.

  • Não estamos a “promover o destino Açores” estamos a pagar à Ryanair para vender viagens para os Açores. Um belo negócio... para a Ryanair, pois claro.

  • As propostas do Bloco para apoiar os trabalhadores em lay-off e para reduzir o custo com eletricidade das famílias com quebra de rendimentos obrigaram o PS a vir a terreiro e a apresentar as suas propostas para cobrir as do Bloco. Dois deputados conseguem fazer moverem-se outros 30, e mesmo sem propostas aprovadas a suas ideias tornam-se realidade.

  • A grande lição da crise de 2011 é que políticas de contração, ou seja, de cortes nos salários, pensões e no investimento público só trazem mais crise e sofrimento.

  • Ao mesmo tempo que se combate a crise sanitária é também prioritário responder à crise económica e social.

  • Se perante a maior crise que a UE já enfrentou e que tem origem numa crise de saúde pública que afeta todos sem excepção, não houver uma resposta solidária, não vejo outra altura em que essa solidariedade possa finalmente surgir na UE.

  • Numa crise que afeta quase toda a economia como um tsunami é preciso que ninguém, nem nenhum setor, fique desprotegido.