Share |

Autarquia da Horta esconde verdadeira situação do abastecimento de água no concelho

 

Entendeu a Câmara Municipal da Horta prestar esclarecimento público sobre a notícia do sítio do jornal “Tribuna das Ilhas” à cobertura duma ação de campanha do BE sobre abastecimento de água ao concelho da Horta, levada a efeito junto do principal tanque de abastecimento à cidade. Apesar da nossa pronta resposta, também por via de um comunicado aos OCS locais, em que questionamos a CMH sobre a existência ou não de canalizações e condutas em fibrocimento, material que contém amianto, não se dignou a CMH responder e esclarecer os cidadãos sobre a verdadeira situação do abastecimento de água no concelho da Horta optando por omitir a verdade aos faialenses.

Assinalamos também que o nosso candidato desafiou publicamente o atual vice-presidente da câmara (e candidato do PS à presidência da autarquia) a acompanhá-lo com a imprensa numa visita aos referidos tanques, retirando-se mesmo amostras da água para análise por um laboratório independente. Não se mostrou o vice-presidente da câmara disponível para o efeito, optando por rapidamente mobilizar os trabalhadores dessa área na Câmara para intervenções cosméticas tentando camuflar o problema. 

Em virtude disso e no interesse da população e da saúde pública a candidatura sob a sigla do BE, “DAR VOZ ÀS PESSOAS”, vem por este meio denunciar publicamente as situações mais graves de que tem informação ou que pôde constatar durante as suas visitas de diagnóstico pela ilha.

Condutas de fibrocimento contendo amianto:
Quinta de São Lourenço até à Praça dos Flamengos; Rua do Farrobo até à Volta.

Reservatórios de água em muito mau estado de conservação cuja salubridade é duvidosa:
 Paiol (tanque velho); Alto da Ribeira do Cabo; Praia do Norte; Caixa de João Porto (que recebe água das nascentes da Caldeira).

Alertamos também para graves problemas de salubridade nas caixas de passagem e condutas que trazem a água das nascentes para os tanques, em particular nas freguesias rurais.

Reiteramos que a intenção desta candidatura não é alimentar polémicas mas, tão só, através de alertas e de constante pressão política influenciar as prioridades da Câmara para a urgente substituição das tubagens de fibrocimento e a cuidadosa manutenção de todas as estruturas que fornecem o abastecimento de água ao concelho, como consta no nosso programa.