Share |

BE considera que Orçamento da Ribeira Grande padece de “economicismo doentio”

O Bloco de Esquerda votou ontem contra o Orçamento da autarquia da Ribeira Grande por considerar que o documento padece de um “economicismo doentio” e que não espelha reais preocupações económicas, sociais, culturais e ambientais.

O deputado municipal do BE na Ribeira Grande, Luís Carlos Brum, entende que o orçamento aprovado não vai permitir dar uma resposta capaz e global às enormes necessidades do concelho, e critica o facto de serem disponibilizadas verbas muitos reduzidas para o programa de emergência social.

O BE não compreende que, depois de esperar seis anos pela transformação do Largo Padre António Vieira, para 2015 esteja previsto apenas a apresentação do projecto. Ou seja, Rabo de Peixe vão ter que continuar à espera para ver a sua principal praça dignificada.

“Congratulamo-nos com o facto de o saneamento básico estar previsto para 2015, no entanto, sabemos que não basta estar consagrado no papel, é preciso concretizá-lo atempadamente, para este Plano e Orçamento ser eficaz e verdadeiro, em vez de ser mera intenção”, disse ainda Luís Carlos Brum no decorrer da reunião da Assembleia Municipal de ontem.

O BE viu ontem ser aprovada por unanimidade a proposta para a recalcetagem dos passeios em frente à igreja de Rabo de Peixe, Rua Infante D. Henrique e Rua Nossa Senhora de Fátima, que se encontram há muito tempo em péssimo estado.