Share |

BE contra Orçamento de Ponta Delgada para 2015

A deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal de Ponta Delgada votou ontem contra o Orçamento da autarquia para o próximo ano. Vera Pires lamenta a diminuição das transferências para as freguesias do concelho, critica a falta de transparência do orçamento aprovado, e aponta falhas nas prioridades do executivo.

O BE critica o aumento significativo de despesas não identificadas que são escondidas em rubricas designadas como “outros”, o que torna impossível perceber a que se destinam estas verbas, que provavelmente poderiam ser aplicadas no apoio às famílias e solidariedade.

Vera Pires lamenta o desaparecimento da bolsa de estudo para alunos carenciados do ensino universitário, introduzida o ano passado.

A deputada do BE não compreende que a câmara acredite que seja possível combater a toxicodependência dotando apenas 4800 euros para políticas de actuação integrativa. É preciso uma aposta séria no combate a este flagelo.

Em falta, ficou também uma aposta efectiva na reabilitação urbana e requalificação do espaço público, bem como um plano de dinamização cultural que vá para além das acções pontuais das festividades, apontou a deputada municipal do BE.

No sector da mobilidade e transportes, o BE continua a defender que a construção de ciclovias e passeios pedonais devia fazer parte do investimento previsto para a rede viária, potenciando a utilização e fruição do espaço público pelos munícipes.

“Defendemos que seja efectuado um plano de articulação entre o transporte público urbano e inter-urbano, de responsabilidade partilhada entre as autarquias e o Governo Regional, que passe a constituir uma efectiva alternativa à utilização do transporte particular”, disse Vera Pires na sua declaração de voto.