Share |

BE exige protecção dos direitos dos trabalhadores da Base das Lajes ameaçados de despedimento

 

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda exige a manutenção dos actuais postos de trabalho dos portugueses na Base das Lajes, defendendo, no entanto, que, caso os Estados Unidos da América decidam mesmo avançar com os despedimentos, terão que ser garantidas indemnizações quer aos trabalhadores, quer à Região, bem como contrapartidas sociais significativas às pessoas despedidas. Esta posição foi manifestada hoje no âmbito de uma reunião com o SABCES/Açores.

 

A actual situação prova que a razão está do lado do Bloco de Esquerda que, desde há vários anos tem vindo a defender a necessidade de se estudar e implementar a reconversão desta infra-estrutura militar para fins civis, ao serviço da aviação comercial, potenciando de forma sólida e moderna a economia da Região.

O BE/Açores salienta que no actual quadro de desemprego galopante existente na Região, a perda destes postos de trabalho seria uma machadada profunda na vida dos trabalhadores afectados e, por consequência, na economia regional em geral, e particularmente na economia da ilha Terceira e dos seus municípios. Daí que o Bloco lamente profundamente as recentes declarações do ministro da Defesa acerca deste assunto, por nem ter sequer referido a questão das centenas de postos de trabalho ameaçados.

O Grupo Parlamentar do BE na Assembleia Legislativa dos Açores não abdica também da exigência do resgate da pegada ecológica dos norte-americanos, nomeadamente, o tratamento dos solos, devido à infiltração de produtos petrolíferos, independentemente do maior ou menor contigente de trabalhadores existentes na Base das Lajes.