Share |

BE quer aumento da pista do aeroporto da Horta classificada como “interesse público”

O Bloco de Esquerda quer que o Governo da República e o Governo Regional reconheçam o estatuto de interesse público ao aumento da pista do aeroporto da Horta, como forma de pressionar a Vinci a apresentar uma candidatura da obra aos fundos comunitários, no âmbito da Estratégia Europa 2020, cujo financiamento será superior a 75%.

A Comissão Europeia decidiu, em junho do ano passado, que obras aeroportuárias das regiões ultraperiféricas passariam a ser elegíveis para apoios comunitários, até 2020. O BE entende que é fundamental aproveitar esta oportunidade para concretizar este investimento que permitirá a concretização de uma maior regularidade e previsibilidade dos voos para o Faial e assim melhorar a mobilidade garantindo a alavancagem da economia da ilha.

Para isso é necessário que a Vinci – entidade concessionária responsável pela gestão do aeroporto – apresente uma candidatura aos fundos comunitários e assuma as verbas que não sejam asseguradas pela União Europeia, que será sempre uma percentagem muito pequena.

Assim, o projeto de resolução apresentado hoje pelo BE recomenda que o parlamento açoriano leve esta questão ao Governo da República, através de uma comissão parlamentar, e convoca também o Governo Regional a lutar pelo mesmo objetivo, para que o aumento da pista do aeroporto da Horta seja considerada uma obra de inegável interesse público pelo Governo República.

O BE considera que uma posição conjunta do Governo Regional, Governo da República, e Assembleia Legislativa dos Açores terá mais força para exigir à Vinci a concretização desta obra.