Share |

Bloco quer democratizar o acesso à cultura em Ponta Delgada

O candidato do Bloco de Esquerda à autarquia de Ponta Delgada, o independente Jorge Kol de Carvalho, alertou hoje para a importância da cultura enquanto fator de desenvolvimento económico e social, e defendeu uma maior democratização no acesso dos cidadãos à cultura.

Jorge Kol de Carvalho esteve esta manhã no Largo de Camões, junto à igreja da Graça, onde funcionou a Academia das Artes – espaço que está fechado há mais de três anos. O candidato considera que a autarquia de Ponta Delgada “tem que se preocupar” e trabalhar no sentido de “encontrar uma solução que envolva as várias entidades envolvidas – o Governo Regional, que tutela o edifício, a Academia das Artes, e a Câmara Municipal – para garantir a reabertura deste espaço, onde agora pouco mais se faz do que “bailes de carnaval”, o que “é insuficiente para este espaço com enorme valor patrimonial, e com uma excelente localização, mesmo no centro da cidade”.

Com o objetivo de democratizar a cultura o Bloco defende a compatibilização de horários, quer nos espaços naturais, quer nos espaços de cultura, com os tempos livres da população. “Só assim conseguiremos trazer a população a visitar estes locais”, disse o candidato.

Kol de Carvalho, defende ainda a reabilitação da fábrica da baleia, nas Capelas, e da fundição da Calheta, espaços que o BE quer ver reconduzidos, e que “assim, fechados, não fazem sentido nenhum, tal como acontece com a igreja da Graça”.