Share |

Carlos Oliveira apela à participação cívica para construir melhor futuro para Santa Maria

Composta maioritariamente por independentes, e com muitos jovens, a lista do BE à autarquia de Vila do Porto, liderada por Carlos Oliveira, apela à participação e intervenção cívica de todos e todas para a construção de um futuro melhor para Santa Maria.

Na apresentação da candidatura, realizada ontem à noite em Vila do Porto, Carlos Oliveira apontou algumas razões que levaram os candidatos a tomar a inciativa de concorrer à autarquia, e que devem motivar a participação de todos e todas: “É fundamental intervir quando vemos o nosso património histórico ruir – cinema do aeroporto, torre de controle, estação Louran, Forte de S. João Batista –, quando somos prejudicados nos transportes aéreos, marítimos e terrestres, quando somos a única ilha que não tem um auditório, quando uma estrada está para reparar há quase uma década, quando existem marienses com dificuldades no abastecimento de água, e quando existem marienses no desemprego”.

“Não alinharemos em críticas destrutivas, nem guerrinhas partidárias”, salientou o candidato, que defende uma campanha pela positiva.

“Vamos lutar por uma ilha participativa, que seja capaz de gerar o sentimento de pertença a todos os seus habitantes, com prioridade para o direito à cidadania e para os espaços públicos inclusivos, acessíveis, ecológicos e de qualidade, propiciadores de interação social, cultural, geracional e política, com reconhecimento das necessidades específicas da população mais jovem e da mais idosa”, afirmou Carlos Oliveira.

Pedro Roque, mandatário da candidatura, salientou a importância de haver pluralidade de ideias nos órgão autárquicos de Vila do Porto e manifestou grande confiança nos cabeças-de-lista do BE à câmara municipal – Carlos Oliveira – e assembleia municipal – Paulo Sanona.

Zuraida Soares, coordenadora do Bloco de Esquerda Açores, esteve na apresentação da candidatura, e garantiu que o BE vai “fazer a diferença”, porque está com as pessoas e ouve o que têm a dizer.