Share |

Empresas vão receber apoios para integrar jovens estagiários nos seus quadros

 

Por proposta do Bloco de Esquerda aprovada esta tarde no parlamento açoriano, as empresas vão passar a receber apoios para a contratação de jovens que terminem o período do Estagiar ‘L’ e ‘T’. Os jovens açorianos passam, assim, a ter maior facilidade em arranjar um emprego, por contrato sem termo, na sua área de formação.

O projecto de resolução que recomenda ao Governo Regional a criação de um programa de incentivos às empresas que integrem e contratem, sem termo, ex-estagiários que tenham usufruído de estágio profissional na respetiva entidade acolhedora, ao abrigo do programa 'ESTAGIAR', nas suas vertentes 'L' e 'T', foi aprovado por unanimidade.

“Se as empresas tomam a iniciativa de, ao abrigo de programas estagiar L e estagiar T, de contratar jovens, então é porque precisam desses jovens para a sua actividade. Se lhes damos a oportunidade, sob determinadas condições de contratar jovens com contratos sem termo, então estaremos indiscutivelmente a agir de forma a garantir mais e melhor economia para a Região”, disse o deputado José Cascalho, na apresentação da proposta.

O deputado do BE disse acreditar que “muitas empresas não têm espaço de manobra para realizar estes contratos, por restrições orçamentais, por se viver numa recessão”, e que, por isso, o fundamento desta proposta é fazer “um convite para que a sociedade invista nos jovens”, porque ela garante estabilidade.

“Esta é a diferença. A estabilidade é importante. E não é só importante para os jovens contratados. É importante para a sociedade, para o tipo de trabalho que uma empresa se propõe realizar, para o tipo de apoio que esta proposta configura”, justifica José Cascalho.

Note-se que, segundo os últimos dados, o desemprego jovem subiu mais de 40% no passado mês de Maio, quando comparado com o período homólogo do ano anterior.