Share |

Por proposta do BE autarquia recupera jazigo de Alice Moderno e Maria Evelina de Sousa em homenagem ao seu legado

 

Por proposta do BE aprovada ontem em reunião da Assembleia Municipal de Ponta Delgada, a autarquia vai proceder à recuperação do jazigo de Alice Moderno, no Cemitério de São Joaquim, e acrescentar o nome de Maria Evelina de Sousa à placa identificativa, ajudando assim a preservar e dignificar a intervenção cívica e a coragem destas mulheres, pioneiras na luta pelos direitos das mulheres, e pelo respeito pelos animais, entre outras conquistas.

Recomendação apresentada pela deputada municipal do BE, Vera Pires:

Alice Moderno e Maria Evelina de Sousa, escritoras, pedagogas e verdadeiras activistas, desenvolveram ao longo de toda a vida intensa intervenção cívica em Ponta Delgada.

Admiradoras de Antero, foi ao lado de Teófilo Braga e de Manuel de Arriaga que fizeram parte do movimento republicano, e com Ana de Castro Osório e Olga Morais Sarmento, entre outras, contribuíram para o surgimento do movimento feminista em Portugal.

Defenderam o direito das mulheres à educação e ao trabalho e colaboraram em campanhas pelo divórcio e pelo sufrágio universal.

A defesa da democratização da educação fez de Alice Moderno a primeira mulher a frequentar o Liceu de Ponta Delgada (hoje Escola Secundária Antero de Quental). Maria Evelina é a fundadora da primeira biblioteca anexa a uma escola primária (a de Santa Clara, que dirigia) e Alice Moderno a autora do hino à escola micaelense. Ambas fundaram, dirigiram e colaboraram em diversos periódicos onde abordavam as temáticas dos direitos civis, da justiça social, da emancipação da mulher e dos direitos dos animais.

A preocupação com o bem-estar e a protecção animal, aliada à sua constante actividade de intervenção cívica levou-as a fundar a Sociedade Micaelense Protectora dos Animais (SMPA).

Em testamento, Alice Moderno destinou parte dos seus bens à construção de um hospital veterinário público que pudesse cuidar gratuitamente dos animais necessitados. O Hospital Veterinário Alice Moderno foi construído em 1948, dois anos após a sua morte, tendo sido dirigido pela SMPA. Com o desaparecimento gradual da SMPA, a manutenção e investimento no hospital foram decrescendo.

A arrematação dos bens de Alice Moderno tornou possível a criação da Casa do Gaiato, nas Capelas, garantindo ao concelho de Ponta Delgada um local de abrigo e acolhimento a jovens privados do seio familiar.

Alice Moderno e Maria Evelina de Sousa morreram com exactamente 8 dias de diferença, em 1946. As duas mulheres, que viveram dedicadas a contribuir para uma sociedade mais justa e igual, estão sepultadas no Cemitério de S. Joaquim de Ponta Delgada, num jazigo mandado construir por Alice Moderno ainda em vida, que apresenta agora um estado de grande degradação.

A intervenção cívica e a coragem destas mulheres, pioneiras na luta pelas causas mencionadas, merecem ser conhecidas e divulgadas. Elas merecem o nosso reconhecimento e admiração.

Pelo exposto, a representação municipal do Bloco de Esquerda Açores propõe a esta Assembleia Municipal a seguinte recomendação à Câmara Municipal de Ponta Delgada:

    - Que a CMPD proceda à recuperação do mencionado jazigo edificado no Cemitério de S. Joaquim, recuperando também a placa identificativa de Alice Moderno e acrescentando o nome de Maria Evelina de Sousa, ajudando deste modo a preservar e dignificar a vontade e a memória destas cidadãs ilustres do concelho de Ponta Delgada.