Abril 3, 2012 05:17 PM

Quem assistiu às reportagens do Congresso Nacional do PSD, ouviu a proclamação de vitória de Berta Cabral, nas próximas Eleições Regionais. Para além de uma encenação para Açoriano/a ver, a matéria do discurso foi um vazio de ideias e de propostas. Uma retórica paupérrima, numa antecipação abusiva da soberana vontade do povo. Infelizmente, é esta a essência da já lançada pré-campanha eleitoral dos dois maiores Partidos açorianos.

Março 30, 2012 05:32 PM

Começo por dizer que neste último fim-de-semana, a programação televisiva, e não só, oferecia outras opções, para além do congresso do PSD. Contudo, devo confessar que, de vez em quando, lá espreitava, na internet, as notícias sobre o tão badalado congresso e qual não foi o meu espanto, quando me deparei com o grande slogan da moção L da Juventude Social Democrata (JSD), ‘Estamos em luta! Contra os direitos adquiridos’! Mas, afinal o que pretende a JSD transmitir com tal slogan? Será que querem, por exemplo, acabar com um valor mínimo obrigatório para o salário (salário mínimo) à semelhança do que é defendido pela Juventude Popular? Será que querem acabar com o limite máximo de horas de trabalho semanal? Será que não querem que o(a)s cidadã(s)os tenham direito ao trabalho?

Março 28, 2012 11:49 AM

Em Portugal e nos Açores vivemos tempos difíceis que envolvem, principalmente, o desemprego. A nossa Região atinge níveis inimagináveis entre a população ativa. Mas podemos dizer que se trata de um problema fatal? Algo que tem que acontecer? O desemprego não é uma fatalidade. Trata-se de uma contingência humana, gerada pelo egoísmo, que provoca lamentáveis desníveis, envolvendo, nos extremos, gente que tem tudo e gente que não tem nada. 

Março 27, 2012 11:55 AM

A cada dia, que passa o risco de pobreza e exclusão da maioria dos portugueses/as torna-se uma realidade. Das múltiplas dimensões da crise financeira e das medidas de austeridade impostas aos portugueses, em nome do lucro especulativo de alguns, aquela que visivelmente é mais afetada é a dimensão sócio-económica, pondo definitivamente em causa a justiça social e o bem comum.

Março 27, 2012 11:52 AM

Entendeu o Governo Regional alterar o regulamento concursal dos/as docentes da Região Autónoma dos Açores. É um direito que lhe assiste, desde que, evidentemente, prove a necessidade objectiva das alterações que propõe. E, portanto, a pergunta que se impõe é: porquê?