Outubro 11, 2012 11:54 AM

Quando olhamos, para as eleições à Assembleia Legislativa Regional dos Açores, temos oportunidade a um puro e sublime deja vu político. Qualquer cidadão ou cidadã tem direito a um PSD de Berta Cabral, a ferro e fogos, contra as medidas de austeridade do governo da República, ao líder do CDS/Açores, a ameaçar com a demissão da vice-presidência do partido, se o governo não recuar com as medidas da TSU e a um Vasco Cordeiro recheado de promessas, que em 16 anos de governação, o PS, não quis implementar na Região. Austeridade? Nem falar nela, a troika atlântica, está na sazonalidade da sua oposição.

Outubro 11, 2012 11:41 AM

Ao contrário de outros, não dialogamos com a sociedade açoriana na base de falsas promessas, as soluções eleitorais que vos apresentamos têm coerência, caminho, rumo, casam com a nossa prática política.

Outubro 10, 2012 08:09 PM

É inconcebível que estejamos a importar, entre outras, salsa do Chile ou melão do Brasil. É dinheiro que sai com as importações. São postos de trabalho que não se criam. É toda uma economia que se vai atrofiando, até estagnar.

Outubro 5, 2012 01:50 AM

 

Para os partidos da troika – quer o PS, seja o PSD - esta campanha eleitoral é, já se sabe, tempo de representação mais que de informação. Era suposto ser o contrário. Foi para isso que foi criado, mas os ‘marketings’ e a propaganda alteraram-lhe os bons propósitos e, hoje, ninguém estranha o circo montado em torno do que se pretendia fosse a promoção das ideias do/as candidato/as aos cargos políticos em disputa.

Outubro 1, 2012 02:14 AM

 

Este é o momento em que os partidos da alternância tradicional [PSD e PS] prometem o que, de antemão, sabem que não vão cumprir. Quem está, e tem receio de não continuar, põe em evidência o pouco que fez, sem referir o que não cumpriu, e as maravilhas que pretende fazer se for reeleito.

Setembro 20, 2012 10:04 AM

O Bloco de Esquerda/Açores apresentou, no último Plenário da nossa Assembleia Legislativa, uma adaptação à Região do selvático Código de Trabalho do Governo PSD/CDS. Esta proposta foi rejeitada pelo PS, PSD, CDS e PCP, por razões que a razão desconhece.