Share |

Incineração

Março 1, 2018

PS e PSD votaram contra a proposta do BE para que o projeto de construção da central de incineração de São Miguel fosse reavaliado e redimensionado, demonstrando que há uma diferença abissal entre aquilo que dizem e aquilo que fazem relativamente à incineração.

Novembro 21, 2016

O Bloco de Esquerda desafia a Associação de Municípios de São Miguel (AMISM) – que reúne amanhã – a suspender o processo de construção da central de incineração que está em curso, e defende a realização de referendos locais em todos os concelhos da ilha, para que haja um esclarecimento sobre todas as alternativas. António Lima, coordenador da Comissão de Ilha de São Miguel do BE, diz que se o PS não quiser ouvir as pessoas sobre esta matéria “é porque tem medo de não conseguir justificar” o atual projeto de construção de uma mega incineradora, ou “porque está a tentar esconder alguma coisa”.

Setembro 19, 2016

O Bloco de Esquerda estranha que só agora o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande se mostre disponível para “perceber a nova solução” alternativa à incineração em São Miguel, proposta pela Quercus. Uma reação que é, não só, tardia, como deixa sérias dúvidas sobre o funcionamento da Associação de Municípios de São Miguel (AMISM), que, aparentemente, toma decisões fundamentais e com um enorme impacto ambiental e económico – como a instalação de uma incineradora de 65 milhões euros – sem o envolvimento do presidente do segundo município com mais população da ilha, e sem que tenham sido ponderadas outras alternativas.

Dezembro 1, 2014

A deputada do BE na Assembleia Municipal de Ponta Delgada acusa o PS e o PSD – que chumbaram esta tarde a proposta do BE para a realização de um referendo em Ponta Delgada ao projecto de incineração previsto para São Miguel – de tomarem decisões de forma unilateral sem quererem ouvir as pessoas.

Novembro 6, 2014

O Bloco de Esquerda/Açores não aceita o facto de PS e PSD considerarem extemporânea a proposta de referendo local à incineração, enquanto solução para o tratamento dos resíduos urbanos na ilha de São Miguel.

Novembro 5, 2014

PS e PSD impediram a população da Ribeira Grande de escolher livremente se quer, ou não, ter uma central de incineração de lixo na ilha de São Miguel. Na Assembleia Municipal realizada ontem, os dois partidos votaram contra a proposta do Bloco de Esquerda que defendia a realização de um referendo local sobre a incineração.

Novembro 3, 2014

A  Coordenadora Regional do BE/Açores e os deputados Municipais reuniram hoje com a Câmara do Nordeste para analisar as soluções do tratamento de resíduos sólidos urbanos, nomeadamente a opção de tratamento mecânico e biológico em alternativa à incineração prevista pela AMISM e Governo Regional.

Outubro 24, 2014

O Bloco de Esquerda vai entregar hoje nos municípios de Ponta Delgada e Ribeira Grande uma proposta de deliberação para a realização de um referendo local sobre o projecto de construção de uma central de incineração em São Miguel. As duas autarquias terão um prazo de 15 dias para reunir em Assembleia Municipal e decidir se o referendo avança ou não.

Maio 22, 2014

A candidata do Bloco de Esquerda/Açores ao Parlamento Europeu esteve esta tarde na baixa da cidade de Ponta Delgada a alertar os cidadãos para os perigos da incineração, um processo de destruição de lixo que as autarquias de São Miguel e Terceira querem implementar, com recurso a milhões de euros de fundos comunitários.

Maio 6, 2014
Abril 24, 2014

O Bloco de Esquerda quer que a população tenha uma palavra a dizer sobre os projectos de incineração que estão previstos para os Açores, e vai, por isso, apresentar uma proposta de realização de referendos locais sobre esta matéria, nos municípios de Ponta Delgada e Ribeira Grande – em que está representado nas respectivas Assembeias Municipais. O anúncio foi feito esta tarde por Vera Pires, deputada do BE na Assembleia Municipal de Ponta Delgada.

Abril 24, 2014

Perante a resposta do comissário europeu para a Ciência e Investigação a uma pergunta das eurodeputadas do Bloco de Esquerda, conclui-se que os projectos de incineração previstos para os Açores não poderão beneficiar de fundos comunitários. Isto porque o comissário Janez Potoncnik foi peremptório ao afirmar que “o cumprimento das regras e das políticas da UE é uma condição para cofinanciamento de qualquer projecto elegível para financiamento comunitário”. Condição que não se cumpre neste caso.

Abril 15, 2014

A instalação de uma incineradora na ilha Terceira pode pôr em causa o cumprimento das metas de reciclagem até 2020, impostas pela União Europeia, que, incompreensivelmente, irá financiar o projecto. O alerta foi feito hoje pelo coordenador do Bloco de Esquerda, Paulo Mendes, que acusa as autarquias da ilha de quererem implementar um projecto que “deturpa a hierarquia de gestão de resíduos, aprovada pelo PEGRA, pois só a instalação de uma unidade de tratamento mecânico e biológico (TMB) de resíduos permitiria a reciclagem de 60% dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU).