Opinião

Ainda vamos a tempo de parar o processo de construção da incineradora de São Miguel. E para isso só é preciso uma coisa: vontade política.

De que precisamos para diminuir as desigualdades evidenciadas pela pandemia? Políticas que defendam um estado social forte, capaz de apoiar quem mais precisa, políticas de investimento na ciência em acesso aberto e políticas de defesa do ambiente que impeçam desastres ecológicos.

Adere ao Bloco

Destaque

A divulgação pública da imagem que identifica as habitações de Rabo de Peixe com casos de Covid-19 viola o Regime Jurídico da Proteção de Dados Pessoais. O Bloco de Esquerda considera que o secretário regional da Saúde deve assumir a responsabilidade política por este erro, e entende que – perante a situação epidemiológica atual – a manutenção da cerca sanitária de Rabo de Peixe constitui uma discriminação intolerável.

As obras que se pretendem fazer na baía da Horta “não resolvem as questões de fundo com que hoje se debate o porto e representam uma ameaça às suas condições naturais”, alertou hoje a deputada Alexandra Manes, que anunciou que o Bloco de Esquerda vai apresentar uma iniciativa no parlamento com o objetivo de aprofundar e ampliar o âmbito do estudo sobre as obras do porto da Horta.

Notícias

As reuniões das comissões parlamentares da Assembleia Legislativa dos Açores vão passar a ser transmitidas na internet, como já acontece com as reuniões do plenário, por proposta do Bloco de Esquerda aprovada hoje por unanimidade. A medida é um contributo para a aproximação do parlamento às pessoas e um reforço da transparência e da democracia, assinalou António Lima.

O parlamento dos Açores aprovou hoje, por unanimidade, um voto de congratulação apresentado pelo Bloco de Esquerda pelo Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, uma luta que, nos Açores, tem particular importância, tendo em conta os dados preocupantes relativos à violência doméstica.

Depois de várias tentativas do Bloco de Esquerda ao longo dos últimos cinco anos para pôr fim ao abate de animais saudáveis nos canis dos Açores, a medida vai finalmente entrar em vigor. “É com alegria que vejo, finalmente, esta câmara unida pela causa animal”, disse a deputada do Bloco de Esquerda, Alexandra Manes, após a aprovação na generalidade da proposta do Bloco de Esquerda.

O parlamento dos Açores rejeitou hoje um voto de saudação do Bloco de Esquerda pela aprovação, na Assembleia da República, da lei sobre a morte medicamente assistida, que António Lima considerou ser “um passo histórico” que “acrescentou dignidade e respeito à democracia portuguesa”, porque se trata de “uma lei equilibrada e rigorosa” que garante “uma liberdade que em nada afeta ou restringe as liberdades de outros”.

Dossiers

Assina