Author Bios

Intervenções:

  • Lamento que, aquando da explanação acerca desta patologia, tenha surgido da parte de alguns senhores deputados, desconforto com a palavra menstruação, algo tão natural.

  • A democracia encontra-se em risco na Europa. As recentes vitórias de partidos de extrema-direita são prova disso. Trazem consigo a hegemonia, o conservadorismo, o domínio de instituições financeiras e políticas contrárias a coisas que deveriam ser tão simples como Direitos Humanos, pondo, assim, fim à ilusão de uma política progressista que os discursos desenhavam para a União Europeia.

Opinião:

  • A Secretária Regional da Educação e dos Assuntos Culturais, e respetivo Diretor Regional, assumiram que a participação na Feira do Livro tem de ser revista porque a região gastou 100 mil euros, nos últimos anos…mas para um campo de golfe há 3 milhões de euros!

  • E se a força laboral da COFACO fosse masculina? Seriam denominados de histéricos se ousassem manifestar a sua luta? Então, que estas mulheres, força laboral da COFACO, saia à rua, lutando pela dignidade salarial a que têm direito.

  • A Graciosa ouviu a palavra “projetos” diversas vezes, mas continua a padecer de vários males, que não beneficiaram nada com a eleição de deputados dos partidos que sustentam esta coligação de egos.

  • Bolieiro, na Conferência para os Oceanos frisou o seu orgulho de os Açores serem líderes na preservação dos seus recursos marinhos. No entanto, lidera a coligação que votou contra a proposta do BE para a urgente mitigação da alga invasora, enquanto o CDS se preocupa em cantar os GNR e o PPM a dizer que é ecologista.

  • Tal como este verão - que anda tímido e intermitente - o Governo Regional mete água frequentemente e está a criar problemas que se estão a transformar autênticas bolas de neve.

  • Não podemos permitir que as mulheres vítimas de uma vida inteira de violência doméstica tenham como resposta, para a denúncia e fuga, a institucionalização num lar de 3.ª idade, com a desculpa de que estas instituições oferecem a resposta necessária.

  • Bolieiro, enquanto candidato e em campanha, defendia uma SATA pública, para 18 meses depois ter classificado a privatização de 51% da empresa como “virtude”.

  • A secretária regional dos Assuntos Culturais afirma que se preocupa com o património arqueológico subaquático, mas a falta de resposta ao caso do Porto de Pipas demonstra que só se preocupa com isso quando é para falar de prémios para estratégias que não criou.

  • Perante as questões levantadas pela UNESCO relativamente às obras do mercado de Angra, em vez de investir na proteção do estatuto de Património da Humanidade, Álamo Meneses decidiu contratar uma empresa de advogados para levar a sua birra destrutiva avante.

  • Os assistentes operacionais, que têm sido invisíveis aos olhos de quem os tutela, representam o terceiro maior grupo profissional no setor da saúde, na sua grande maioria mulheres.