Author Bios

Intervenções:

  • Lamento que, aquando da explanação acerca desta patologia, tenha surgido da parte de alguns senhores deputados, desconforto com a palavra menstruação, algo tão natural.

  • A democracia encontra-se em risco na Europa. As recentes vitórias de partidos de extrema-direita são prova disso. Trazem consigo a hegemonia, o conservadorismo, o domínio de instituições financeiras e políticas contrárias a coisas que deveriam ser tão simples como Direitos Humanos, pondo, assim, fim à ilusão de uma política progressista que os discursos desenhavam para a União Europeia.

Opinião:

  • A saúde mental é uma componente integral e essencial no direito à saúde. Não descurem da saúde mental. Lutem por uma resposta atempada, no nosso Sistema Regional de Saúde.

  • O BE leva as Associações, os Bombeiros e os dirigentes voluntários a sério. Por isso apresenta propostas que visam facilitar o pagamento das contas mensais das associações, assim como a valorização dos bombeiros e  dirigentes voluntários.

  • Levar a educação a sério passa por apresentar uma perspetiva diferente a estas gerações. Um futuro! Uma região que lhes garanta um futuro. O BE leva a educação a sério e tem propostas para inverter a realidade atual.

  • O BE, desde a primeira hora, acompanhou a luta das ajudantes de educação, estando ao lado destas pessoas e continuaremos a estar, a defender a igualdade de condições laborais, na próxima legislatura, das formas mais eficazes para o pretendido.

  • Fica bem claro que a governação de direita (PSD/CDS/PPM) não trouxe nada de novo para a Terceira em matéria de descontaminação, percebendo-se que este problema foi utilizado pelo PSD e CDS para fazer oposição ao PS, mas como estão todos submissos aos interesses norte-americanos, quando chega a “hora h”, nada fazem, apesar de estarem no poder.

  • Temos de ser realistas e trabalhar no sentido de se valorizar o património humano, dando-lhe condições de trabalho, habitação, saúde, ambiente, para uma vida digna. 

    Podem contar com o Bloco de Esquerda para a dignificação das pessoas. Podem contar com o BE para levar a Terceira e os Açores a sério.  

  • Onde anda Ponta Delgada, capital portuguesa da cultura?

    Aguardamos. Até lá, lembrem-se que a cultura pode e deve ser um motivo fundamental para levar à praça nas várias eleições que nos promete 2024.  Levar a Cultura a sério.

  • O desfecho desta legislatura prova a incapacidade e ineficácia de PSD/CDS/PPM para gerir uma região que detém os piores índices do país. Foram três anos marcados pela luta de egos pessoais, onde a preocupação de criar “Job for the Boys” superou toda e qualquer preocupação com os problemas desta região.

  • Lamentável foi também a postura de José Bolieiro, aproveitando tempo de antena como governo, para fazer campanha eleitoral. Poderia ter aproveitado para pedir desculpas à população açoriana pela instabilidade dos últimos três anos e reconhecido que a coligação, liderada por si, falhou. Falhou aos Açores!

  • O feminismo surgiu como uma contraposição ao sistema, mas também como uma promessa de um outro mundo possível. Surgiu com a ideia radical de que mulher é gente!