Opinião

Os canais de informação impõem-nos um mundo que não é o nosso ao mesmo tempo que o constroem. Esta nossa sensação de impotência é potenciada pela neutralização da nossa crítica, do nosso questionamento. 

Adere ao Bloco

Destaque

Joana Bettencourt foi eleita coordenadora do Bloco na ilha Terceira. A Comissão Coordenadora da Ilha Terceira do Bloco de Esquerda é agora composta por Joana Bettencourt, Vítor Parreira e Leila Pinheiro, eleitos pela lista B “Em Bloco somos mais fortes”, e Ricardo Toste e Marlisa Furtado, eleitos pela lista A “Afirmar a Esquerda na Terceira”.

O Bloco propôs hoje que o Governo Regional, no âmbito do grupo de trabalho criado para rever o subsídio social de mobilidade, recusasse quaisquer medidas que venham a prejudicar os açorianos, incluindo a medida já anunciada pelo ministro das Infraestruturas de impor um valor máximo abrangido, que pode levar os residentes a pagar mais do que 134 euros para uma viagem ao continente.

Notícias

O Bloco de Esquerda saudou no parlamento dos Açores o recente reconhecimento oficial do Estado da Palestina por Espanha, Irlanda, Noruega e Eslovénia, e defendeu que o governo português deve tomar a mesma posição, como forma de fazer cumprir as resoluções da ONU que preveem a criação de dois estados e contribuir para acabar com o conflito que dura há décadas na Faixa de Gaza.

A proposta do Chega que incentiva a disseminação de hortênsias e que abria a porta ao cultivo de outras espécies invasoras “é uma irresponsabilidade”. Todos os pareceres científicos recebidos no parlamento apontam para os grandes perigos desta proposta para o ambiente e para a agricultura.

O Bloco de Esquerda vai levar ao parlamento dos Açores uma proposta que defende a redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais para todos, garantindo igualdade entre os sectores público e privado. O anúncio foi feito hoje no parlamento, pelo deputado António Lima, numa declaração política sobre as condições de trabalho e o combate à precariedade.

O Bloco de Esquerda alerta que a anteproposta do CH para alterar o subsídio social de mobilidade foi aprovada com um conjunto de remendos que geram dúvidas de interpretação. António Lima afirmou que o Bloco vai continuar a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para garantir um processo mais simples para o passageiro e que nunca aceitará a introdução de um teto máximo para o valor do reembolso, como pretende o atual governo da república do PSD e CDS.

“O PS deixou a SATA ligada às máquinas, mas o governo de coligação de direita está determinado a desligar a máquina”, disse António Lima, que, perante as opções que têm sido tomadas na companhia aérea açoriana e os resultados alcançados, acusa o governo do PSD, CDS e PPM de estar a “enterrar a SATA”.

Dossiers

Assina