Share |

BE defende integração nos quadros de todos os trabalhadores de IPSS ao serviço do ISSA

O Bloco de Esquerda defende que todos os trabalhadores de IPSS que desempenham funções no Instituto da Segurança Social dos Açores (ISSA) devem ser integrados nos quadros. Esta é uma medida que o Bloco de Esquerda defende há vários anos para acabar com a discriminação destes trabalhadores que têm um salário mais baixo e menos direitos laborais do que os colegas que trabalham ao seu lado, mas que pertencem aos quadros da instituição.

O Bloco de Esquerda saúda e apoia a luta destes trabalhadores das IPSS que trabalham no ISSA e acusa o Governo Regional de utilizar este este esquema de contratação, há anos, como forma de obter mão-de-obra especializada, mas barata.

Recorde-se que o Bloco de Esquerda propôs, em 2019, uma adaptação do PREVPAP aos Açores que previa a integração imediata destes trabalhadores para os quadros da Segurança Social, mas a proposta foi chumbada por PS e PSD.

O BE entende que esta teria sido a melhor solução porque era a forma de regularizar todas as situações, sem deixar ninguém para trás.

No passado, a secretária regional da Solidariedade Social afirmou ainda que o processo de integração destes trabalhadores no ISSA estava em curso através de concursos públicos, mas também assumiu não poder garantir que sejam os trabalhadores que estão neste momento a prestar este serviço a ficar com as vagas.

A verdade é que a situação continua a arrastar-se.