Share |

Governo Regional não cumpre promessa de combater austeridade

 

A deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia Legislativa dos Açores considera que o Programa de Governo do PS não tem qualquer referência à forma como será combatida a austeridade imposta pelo Governo da República. “Dava gosto ouvir o candidato Vasco Cordeiro, nos discursos de campanha, falar no combate à austeridade, no entanto, o Programa de Governo não tem uma única palavra que explique como será feito este combate, de forma concreta”.

No primeiro dia de debate do Programa do Governo, Zuraida Soares, defendeu a devolução de subsídios confiscados pelo Governo da República, como forma de dar mais poder de compra aos açorianos – um problema que o próprio vice-presidente do Governo assinalou como um dos factores mais preocupantes e mais condicionadores do desenvolvimento da economia da Região, e portanto potenciador de aumento do Desemprego –, criticou a ausência de medidas de combate à evasão fiscal, perguntou se o PS estaria disponível para, finalmente, acabar com o escândalo das derrapagens financeiras nas obras públicas, estabelecendo o limite máximo em 5%, em vez dos actuais 25%, à semelhança do que já acontece no continente e na Madeira, e perguntou ainda aos membros do executivo se haveria abertura para dotar os Açores de um Código do Trabalho que anule o ataque aos trabalhadores que o Governo da República está a levar a cabo.

O Governo respondeu apenas à questão sobre a evasão fiscal, considerando que esta seria uma competência exclusiva do Governo da República. Quanto a todas as questões colocadas pela deputada do BE sobre assuntos da competência do Governo Regional, nem uma palavra.

Zuraida Soares voltou a criticar a ausência de medidas concretas de emergência para combater o desemprego, e acusou o PS de mudar o discurso sobre a Lei de Finanças Regionais logo após o fim da campanha.