Share |

“Descontaminação tem que passar a ser assunto prioritário nas reuniões bilaterais entre Portugal e EUA”

Joana Bettencourt lamenta que o problema da contaminação provocada pela presença dos militares norte-americanos na ilha Terceira continue a ser um assunto lateral nas reuniões bilaterais entre Portugal e os EUA e defende que a autarquia tem que reivindicar para que o assunto seja prioritário.

Numa ação de campanha realizada junto aos tanques de combustível da zona do Paúl, a candidata do Bloco de Esquerda disse também não compreender o anúncio feito pelo vice-presidente do Governo Regional de que o EUA iriam fazer um novo estudo sobre a contaminação: “É o mesmo que deixar que seja um criminoso a investigar o seu próprio crime”.

Joana Bettencourt diz que Portugal tem colocado sempre os interesses diplomáticos à frente da preocupação com a saúde dos Terceirenses, e afirma que o Bloco de Esquerda nunca foi cúmplice desta posição: “fomos os primeiros a levar esta preocupação à Assembleia da República e a coordenadora nacional do partido já veio aos Açores mais do que uma vez para abordar esta questão”.

“O nosso papel enquanto autarcas é exigir a resolução deste problema sem medo de confrontos e exigir uma calendarização concreta e planificada da reabilitação ambiental”, disse ainda a candidata do Bloco à autarquia da Praia da Vitória.