Share |

BE espera resposta do diretor regional de Saúde sobre regras para campanha há duas semanas

No passado dia 22 de julho, o Bloco de Esquerda enviou uma carta ao diretor regional de Saúde a solicitar orientações claras e objetivas sobre as regras sanitárias que têm que ser seguidas na campanha eleitoral, por forma a garantir a “absoluta igualdade entre as várias forças políticas”.

Em posterior contacto telefónico, o gabinete do Diretor Regional da Saúde confirmou que a carta tinha sido recebida e que a mesma estava em análise. Até hoje, lamentavelmente, o Bloco de Esquerda não recebeu qualquer resposta.

Hoje, o diretor regional de Saúde reuniu com o PS – partido pelo qual é candidato às próximas eleições regionais – para abordar o mesmo assunto.

O BE lembra que a Autoridade de Saúde Regional deve ser isenta e independente dos partidos, e tem uma enorme responsabilidade no momento em que vivemos. Mas não basta ser independente, também é preciso parecer.

O BE reitera que é importante que todos os partidos tenham acesso a orientações clara por parte da Autoridade de Saúde Regional, particularmente sobre as regras a seguir em eventos de cariz político-partidário, no âmbito da campanha eleitoral, quer em espaços abertos, quer em espaços fechados e também que seja clarificado em que situações será imposto um isolamento profilático a passageiros que tenham viajado num voo em que esteja presente um passageiro que venha a ser dado como caso confirmado de Covid-19.

A experiência do BE até ao momento mostra que várias entidades, quer públicas, quer privadas, têm entendimentos distintos, por exemplo, relativamente à lotação de salas de eventos, e mesmo relativamente à possibilidade de estes eventos se poderem realizar ou não.