Opinião

Ninguém pode fechar os olhos aos atropelos laborais que se estão a cometer na RTP e ao precedente que se abre com esta decisão. Chega-se ao cúmulo de a administração admitir que comete atos ilegais só para atacar os seus trabalhadores!

Adere ao Bloco

Destaque

O Bloco de Esquerda propõe a realização de uma auditoria pelo Tribunal de Contas às duas Parcerias Público-Privadas (PPP) que existem nos Açores – as SCUT em São Miguel e o Hospital da Ilha Terceira. O objetivo é avaliar se – à semelhança do que foi confirmado na maioria das PPP realizadas no resto do país – existem abusos por parte dos concessionários privados relativamente a rentabilidades excessivas.

Alexandra Manes vai ocupar o oitavo lugar na lista nacional do Bloco de Esquerda às próximas eleições europeias. A lista é encabeçada por Marisa Matias.

Notícias

O Bloco de Esquerda quer ver esclarecidas quais as responsabilidades inerentes a cada um dos intervenientes no transporte coletivo de crianças para as escolas, que tem sido alvo de criticas e de problemas. Neste sentido, o BE vai propor a audição, no parlamento, do secretário regional da Educação e Cultura, da Empresa de Viação Terceirense (EVT), e do presidente da Associação de Pais da Escola Francisco Ornelas da Câmara.

O Bloco de Esquerda quer que os idosos que recebem apoio para a compra de medicamentos deixem de ter que adiantar o dinheiro nas farmácias e ficar, depois, à espera do reembolso que chega a demorar vários meses a ser pago. A solução proposta é a utilização de um cartão bancário pré-pago, em que o Governo credita o valor deste apoio, e que apenas poderá ser utilizado para comprar medicamentos.

Com uma percentagem de contratos a prazo de 20,5% – superior à Madeira e ao continente – os Açores são os “líderes nacionais da precariedade”. O Bloco de Esquerda considera que o Governo Regional é “cúmplice” e “instigador” desta chaga social.

O Conselho de Administração da RTP procedeu ontem ao despedimento de quatro trabalhadores da delegação da Terceira, contrariando uma decisão do tribunal que, recentemente, ordenou a integração destes trabalhadores nos quadros da empresa. O Bloco de Esquerda exige que a administração da RTP volte atrás na decisão e apela à intervenção imediata da Inspeção Regional do Trabalho e do Governo da República, que tutela a empresa, para repor a legalidade e a justiça.

Dossiers

Assina