Opinião

Enquanto nos embriagamos com discussões estéreis sobre quem prejudica quem, ou beneficia com quê, enquanto uns e outros se digladiam e cavam um fosso cada vez mais difícil de ultrapassar, os verdadeiros interessados nestas intrigas e querelas palacianas aproveitam para lançar mais achas para a fogueira.

É falso que em Portugal seja difícil despedir quem tem contrato permanente. O despedimento coletivo, permite tudo e as justificações podem ser as mais absurdas. Veja-se o caso da Cofaco que, no Pico.

Enquanto cuidarmos de punir, esquecendo os deveres de prevenir, estaremos ocupados a construir cadeias em vez de outros equipamentos sociais bem mais importantes.

Adere ao Bloco

Destaque

O Bloco de Esquerda vai entregar, em março, no parlamento, propostas concretas para alterar o Estatuto Político-Administrativo dos Açores e a Lei do Mar, no âmbito da Comissão Parlamentar para a Reforma da Autonomia, com o objetivo de garantir a valorização da posição geoestratégica e do mar dos Açores, assim como a participação ativa e decisiva da Região no âmbito dos Tratados Internacionais que impliquem os Açores. O anúncio foi feito hoje pela líder parlamentar do BE.

O Bloco de Esquerda quer que o Tribunal de Contas faça uma auditoria às contas da SATA para identificar as necessidades de recapitalização da empresa e apontar recomendações para o seu saneamento financeiro e para a sua sustentabilidade futura, e propõe que o Governo Regional suspenda o processo de privatização até à conclusão da auditoria. A proposta deu entrada no parlamento, hoje, com pedido de urgência, para que possa ser debatida e votada ainda esta semana.

Notícias

O BE defende a implementação imediata de medidas de reparação dos danos ambientais causados pela presença militar norte americana na Terceira, que visam assegurar a saúde pública e resolver todos os impactes ambientais.

O Bloco de Esquerda defende que a solução para a sobrelotação da Escola Secundária da Ribeira Grande – que foi desenhada para 800 alunos, mas tem 1400 – passa pela construção de mais um edifício na escola. Lamentavelmente, o secretário regional da Educação revelou hoje que a solução do Governo é desejar que haja uma diminuição da natalidade naquele que é o concelho mais jovem do País, e ficar à espera de uma consequente diminuição de alunos no futuro. Ou seja, o Governo não vai fazer nada para resolver o problema.

Por proposta do Bloco de Esquerda, o vice-presidente do Governo Regional, que tutela a área do Trabalho, vai ser ouvido no parlamento sobre o despedimento coletivo dos trabalhadores da Cofaco no Pico. A audição – aprovada hoje na reunião da Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho - será uma oportunidade para o Governo Regional responder às perguntas a que o secretário regional do Mar se recusou responder na Comissão de Economia, alegando não ser o responsável da área do Trabalho.

O Bloco de Esquerda tem muitas dúvidas sobre a intenção da Cofaco de construir uma nova fábrica no Pico, e espera que este anúncio não seja só “uma farsa para tentar ganhar tempo e acalmar as pessoas”, disse hoje o deputado António Lima depois de reunir com o presidente da autarquia da Madalena, o presidente da ACIP e os delegados sindicais da Cofaco.

Assina

Dossiers