Share |

Centro de Investigação Internacional com base no DOP para defender riqueza do Mar dos Açores

 

A principal candidata do Bloco de Esquerda às próximas eleições legislativas regionais apontou um maior investimento na investigação científica ligada ao Mar como uma prioridade para o futuro da Economia dos Açores. Zuraida Soares defende a criação de um Centro de Investigação Internacional com base no reconhecimento internacional e no ‘know-how’ do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, onde esteve a comitiva do Bloco de Esquerda esta manhã.

“O Mar é estratégico para os Açores e para o País, mas isto não pode ser só um slogan de campanha, se é estratégico tem que ser uma prioridade no investimento. Já existem as parcerias a nível internacional e o ‘know-how’. Falta a aposta política consequente”, disse a líder do BE.

Além de consolidar a importância dos Açores na investigação científica sobre o Mar, a criação deste Centro irá permitir que a enorme riqueza que o Mar dos Açores representa beneficie os Açores, em vez de vir a ficar nas mãos de grandes empresas internacionais que venham explorar a Zona Económica Exclusiva do arquipélago.

A concretização desta proposta assegura também a criação de emprego qualificado a sediação de empresas de alta tecnologia na Região.

A visita ao DOP contou ainda com a presença de Catarina Martins, deputada do Bloco na Assembleia da República, que salientou que “os Açores não são periféricos no que diz respeito ao Mar”, e que “Portugal não é periférico em relação ao conhecimento”, considerando que “é a aposta nestes recursos que podem fazer o País sair da crise”.

“São estas escolhas que os açorianos são chamdos a fazer: em que vamos apostar para que haja desenvolvimento, para sair da crise? O Bloco de Esquerda aposta no investimento no conhecimento e nos recursos dos Açores”, disse Catarina Martins.

Mário Moniz, cabeça de lista do Bloco pelo Faial, evidenciou a importância que o DOP tem também para a sustentabilidade do sector da Pesca e para a garantia do futuro desta actividade.