Share |

Não há sinais de que a Cofaco venha a cumprir a promessa de construir uma nova fábrica no Pico

No fim de uma visita de dois dias à ilha do Pico, o coordenador do BE assinalou também o incumprimento da Cofaco em construir uma nova fábrica de conservas na ilha: “Quando despediu os seus 160 trabalhadores, a Cofaco prometeu que em janeiro de 2020 muitos estariam a trabalhar numa nova fábrica que a empresa iria construir. Mas estamos em agosto de 2020 e as obras ainda nem começaram”.

A única coisa que se sabe é que houve uma prorrogação de prazo para o levantamento da licença de construção até novembro de 2020 – curiosamente um mês depois das eleições – mas “não vemos sinais de que haja vontade da empresa em construir a fábrica que prometeu quando despediu todos os seus trabalhadores”, recordou o líder regional do BE.

O BE lamenta que o Governo Regional e o PS se tenham assumido como porta-vozes da Cofaco, demonstrando mais preocupação em defender a empresa do que em defender os trabalhadores e a economia do Pico.