Share |

Proposta de Orçamento para 2014 é continuidade das políticas que pioraram economia dos Açores

 

A Representação Parlamentar do Bloco de Esquerda no parlamento dos Açores considera que a proposta de Plano e Orçamento do Governo Regional para o próximo ano são a mera continuidade das políticas seguidas nos últimos anos, que fizeram dos Açores a segunda região do País com mais desemprego, e que provocaram um enorme aumento da pobreza. Por isso, o Bloco de Esquerda insiste na apresentação de uma série de medidas que pretendem dinamizar o mercado interno e combater o desemprego, adiantou a deputada Zuraida Soares.

O Bloco de Esquerda defende, assim, o aumento do acréscimo regional ao salário mínimo em 10 euros, o aumento das pensões inferiores ao salário mínimo em 15 euros, o investimento de 75 milhões de euros em reabilitação urbana, e a criação do Rendimento Social dos Açores, que deverá ser atribuído nos casos em que os rendimentos das famílias forem insuficientes para fazer face às suas necessidades.

Estas medidas permitem que haja maior circulação de dinheiro na economia, e, “ou mercado interno é dinamizado, ou não há medidas de apoio às empresas – por mais que se multipliquem – que possam salvar a economia da Região e salvar as pessoas da pobreza permanente em que estão a cair”.