Share |

Um mês depois do início das aulas ainda há alunos sem professores nas Flores

Um mês depois do início do ano letivo, as escolas das Flores continuam com falta de professores. A denúncia foi feita por Isabel Tenente, candidata do Bloco de Esquerda, após uma visita à Escola Básica e Secundária das Flores.

“Inglês, informática, biologia geografia” são algumas das áreas em que os alunos continuam sem professor.

A candidata do BE nas Flores considera que a responsabilidade é do Governo Regional, por não criar condições para a fixação dos professores, ao manter muitos durante muitos anos em situação precária, com contratos a prazo.

O Bloco de Esquerda defende que ao fim de três anos de contrato, todos os professores têm que ficar com contrato efetivo. Só assim será possível criar estabilidade quer para os professores, quer para os alunos.

“É muito complicado convencer um professor a vir durante um ano para depois fazer a mala e ir-se embora”, lamenta a candidata do BE.

Isabel Tenente considera ainda que as escolas das Flores estão degradadas, e foram esquecidas pelo Governo Regional nas últimas legislaturas.

São necessárias obras profundas em todas as escolas, para criar boas condições para a aprendizagem e um ambiente agradável dentro e fora das salas de aulas.